Um novo começo

Olá a todos,

Alguém me perguntou nos comentários se eu não faria um post de despedida. Não, não farei. Isto porque, entre outras coisas, não há motivos para tanto.

Ainda assim, essa troca de ano foi, sim, especial para mim, de várias maneiras, e eu estava esperando para fazer esse post quando colocasse no ar o layout novo, que é este que os senhores estão vendo, e que estará passando por um período de teste nos próximos dias, mas deve dar tudo certo. A idéia do layout novo é ser mais limpinho e simples e ter uma carinha mais de blog mesmo, já que é isso que esse site é: meu blog.

Mas, embora eu não ache que haja motivos para despedida, é certo que uma fase muito importante da minha vida acabou e agora outra vai começar, então acho justo falar um pouquinho sobre isso. O que vem a partir de agora é um relato para quem acompanhou minha jornada, e para quem não tem interesse na minha vida academica, acho que acrescenta muito pouco, então sintam-se a vontade para pular e continuar no “Dito tudo isso” lá embaixo.

Eu vou começar do meio, porque há algum tempo eu fiz um post sobre a questão de optar por estágio interno ou externo e de largar o emprego para fazer estágio e acho que esse foi um ponto importante. Depois de dois anos fazendo estágio posso dizer com bastante convicção de que acho que valeu muito a pena sim, exatamente pelos motivos que eu havia numerado no post. Eu não fiz o Estágio Interno (EPA na FDSBC) durante os dois anos, porque acho que as aulas de prática da faculdade eram suficientes, mas acho que essas aulas de prática foram importantes também e ja direi o porque.

Outra coisa importante que eu fiz nesse período foi a monografia. Eu sei que todo mundo está cansado de ouvir isso, e que muita gente tenta e no fim não consegue, mas vale MUITO a pena fazer a monografia antecipadamente. Minha meta inicial era ter terminado a monografia no começo do ultimo ano, o que eu não consegui, mas consegui depositá-la em agosto e apresentar em setembro, o que foi uma grande conquista, e que me permitiu terminar o ano mais tranquilamente, sem me preocupar com prazos. Mas minha maior dica para quem está passando por isso é: entregue e apresente antes de acabar a faculdade, deixar para o começo do ano é prorrogar muita dor de cabeça.

Por fim teve o exame da OAB, que é o grande terror dos estudantes de direito. Nem sei se vale a pena dar dicas, porque tem um milhão de sites sobre isso, mas vou contar um pouco da minha experiência pessoal: a partir de 2010, a OAB passou a permitir que estudantes do 5º ano fizessem o exame (que antes só era possível depois de formados) e acho que isso foi muito positivo. Pouco antes do meio do ano, então, eu poderia ter prestado o exame, mas não prestei, porque queria me preocupar com a monografia, mas alguns colegas prestaram e alguns destes passaram, o que me fez sentir um pouco mais confiante para o exame seguinte.

Como o exame aconteceu meio que no meio da semana de provas, eu decidi que faria sem estudar, e que deixaria o meu tempo de estudo para as provas do bimestre (afinal, não adiantaria passar na ordem e não me formar) e foi isso que eu fiz. Meu estudo se resumiu a: assistir o dia D da LFG na sexta feira; assitir a revisão do Pró-Ordem no sábado; ler o estatuto do adv no sábado a noite; e dar uma olhada (bem rápida) nuns organogramas de processo civil e processo penal no domingo de manhã. Então eu fui fazer a prova tranquila, pensando que essa era uma espécie de tentativa extra, porque se eu não passasse poderia fazer em janeiro a prova, como era o plano original.

Mas consegui passar, com uma pontuação razoavel, e fazer a segunda fase foi um pouco mais tenso, porque dai não parecia mais que era algo extra, parecia que era para valer. Agora, nessa hora eu estudei. Eu prestei em trabalhista, então minha idéia era simples: ler a CLT inteira, marcando (com aqueles marcadores coloridos) as coisas mais importantes e ler um resumo de direito do trabalho e processo do trabalho. Mas não posso dizer que tenha sido apenas isso: eu fiz estágio na area trabalhista e tive seis meses puxados de prática trabalhista na faculdade e devo dizer que isso tudo ajudou MUITO, mas MUITO MESMO. Para quem for prestar nessa área eu tenho só um conselho adicional: deem uma olhada nos indices remissimos de sumulas e OJs do TST, porque pelo menos na prova que eu fiz isso foi bastante pedido e me tomou bastante tempo.

Só que quando eu digo tudo isso parece que fica faltado alguma coisa: não da para dizer que eu não estudei para o exame da ordem. Eu estudei MUITO nos últimos cinco anos, estudei para cada uma das provas que eu fiz, li doutrina da grande maioria das matérias, assisti as aulas, anotei, li e resumi. A verdade é que eu estudei para caramba. Dizer que eu passei no exame da ordem sem estudar é uma grande mentira!

E que fique clara uma coisa: eu não sou um gênio, não tenho um Q.I. sobrehumano, não estudei nas melhores escolas do mundo, não tenho contatos na NASA, não foi nenhum privilégio pessoal que tornou isso possível, foi uma coisa que está ao alcance  de qualquer pessoa: esforço. E isso não significa abandonar seus amigos, namorado e vida social, apenas saber organizar o seu tempo e priorizar algumas coisas em alguns momentos.

Esse é o meu maior conselho para qualquer estudante de direito que tenha tido a paciência de ler esse post: não “passe” pela faculdade, aproveite-a, porque ela realmente está ali para te preparar. É 20% de organização e 80% de esforço, não precisa de uma inteligência sobrenatural, nem ser um orador nato, e eu ousaria dizer que até o mito de que precisa “gostar” de ler não é verdadeiro.

Dito tudo isso, que de certa forma explica também porque não tive muito tempo para o blog nos últimos tempos, aproveito para agradecer a todos meus colegas que me acompanharam e torceram comigo para que tudo desse certo.

E se tudo realmente der certo, pretendo manter esse blog funcionando com uma frequência aceitável a partir de agora

You may also like...

11 Responses

  1. Esmere says:

    É isso ai Dani, disse bastantes coisas legais! E sou prova viva de que ela priorizou Estudos, namorado e cinema aos amigos que tanto a ama! hahahahaha

    Brincadeira, essa menina é muito organizada na vida, arranjava tempo para tudo! Ainda acho que ela ganhou aquela corrente de voltar no passado da Hermione!!!

    Parabéns Dani!

  2. Didi says:

    Dani o seu sucesso é merecido, né?! Bela e estimulante mensagem!!! abração e boas férias!

  3. Gabriel says:

    Realmente, sem esforço não conseguimos nada.
    Parabéns pela jornada e obrigado pelo blog, já me salvou algumas vezes rs… Parabéns!!!

  4. Ana Carolina says:

    Oi Danielle!!! Parabéns pela aprovação na OAB!!!! =D Ler o que escreveu me deu um estímulo a mais, ao saber que estudando bastante conseguimos ter a “bagagem” para sermos aprovados sem necessitar de um cursinho preparatório. Já estou pegando seus resumos para ir me preparando para este 3º ano, ajudam muito!!!! =) Boa sorte para você nesse novo caminho!!!! Sucesso!!!!

  5. Simone says:

    Olá, Danielle!!! Incontáveis bênçãos na sua nova jornada!
    Sou agradecida por seu ato de partilhar o conhecimento! Com carinho, Simone

  6. Misleine says:

    Danielle, te ‘conheci’ quando buscava resumos para prestar um concurso e já na época fiquei admirada não só com a sua organização mas também com a sua atitude de compartilhar este precioso material com quem quisesse. Agora, quase dois anos depois, voltei a te ‘procurar’ porque me preparo para cursar direito (tenho 32 anos e sou formada em economia). Parabéns pela faculdade, pelo blog, pela aprovação na OAB.

  7. Ostrock says:

    Primeiramente parabéns!

    Também achei que após a faculdade e OAB teria mais tempo, apenas um engano, ai é que as coisas apertam.

    Parabéns, novamente, felicidades na nova carreira Dra.

  8. Dr Tony Kleber Gonsales says:

    Dra Danielle Toste,
                                       Gostaria de expressar a similaridade com sua experiência na conclusão da faculdade e adentrar no quadro de advogado a Ordem dos Advogados do Brasil.
                                                Não sou tão novo quanto você, tenho 35 anos, mas vivo com certa nostalgia daquele tempo de faculdade, por inúmeras razões.
                                                 No entanto, ainda amargo o grande pesar em ter meus resumos pessoais perdidos por um HD estragado (ainda não havia entrado no mundo da navegação em “nuvem”).
                                                      Assim, gostaria de pedir, se for possível, que me enviasse uma cópia de seus resumos que puder me repassar, para tentar preencher esse buraco que restou vazio do meu Hard Drive e do meu passado.
                                                               Se não for possível, agradeço mesmo assim pela atenção!
                                                                Sucesso e parabéns colega.

    Dr. Tony Kleber Gonsales
        OAB/MT – Nº 13.526

  9. Patty says:

    Dani, sinceramente estou emocionada de ler seu relato. PARABENS que DEUS te ilumine nessa nova caminhada. TODO o sucesso do mundo!!! E lembre-se não foi sorte, mas sim ESFORÇO E DEDICAÇÃO. Forte abraço. FARROUPILHA RS

  10. vanessa says:

    Oi Dani, vim aqui para agradecer por todos os seus resumos, que me foram tão uteis durante toda a faculdade, encontrei o seu blog por acaso na net e desde esse dia sempre o utilizo. Muitooooooooo Obrigada!! Eu sempre os lia antes das provas como leituira complementar e sempre obtive êxito.

  11. Flukeyqb says:

    for Countess Louise of Savoy

Leave a Reply

Your email address will not be published.